Pesquisadores comprovam a ação antiinflamatória da cerveja

 

Como comunicou a Sociedade para Medicina da Nutrição e Dietética em Aachen, pesquisadores da Universidade de Medicina de Innsbruck comprovaram que alguns componentes da cerveja desenvolvem ações antiinflamatórias – e com isso podem influir positivamente sobre doenças crônicas como doenças coronárias do coração. A pesquisadora científica de nutrição Vera Rickmann da Sociedade para Medicina da Nutrição e Dietética compara a eficácia desses componentes da cerveja com a ação protetora já reconhecida do chá preto/verde ou vinho.


A equipe de pesquisadores do Prof. Dr. Dietmar Fuchs pôde comprovar em exames com sangue humano, que a cerveja ou nesse caso extratos de cerveja impedem processos bioquímicos, que são desencadeados pela interferona uma das substâncias mais importantes mensageiros para reações inflamatórias. Os processos metabólicos influenciados pelos extratos de cerveja, segundo o pesquisador, tem ligação direta com o surgimento de doenças crônicas - como por exemplo doenças cardíacas coronarianas.


Com isso os pesquisadores de Innsbruck novamente provaram a ação benéfica de um consumo moderado de cerveja sobre o coração e sistema circulatório. Consumo moderado – isso significa na opinião unânime de médicos aproximadamente um litro de cerveja por dia para os homens e meio (0,5) litro de cerveja por dia para a mulher.


Fonte: DBB – 23/08/2006

Traduzido e Adaptado por Matthias R. Reinold

Please update your Flash Player to view content.

© 2003 – 2014 – CERVESIA – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS