Home-Office


Trabalhar em casa ou morar no escritório? Dicas para montar seu Home-Office

Investimento inicial - O primeiro passo é pensar sobre os investimentos a serem feitos. "Antes de tudo, garanta o que será imprescindível para o funcionamento do projeto: computador, internet e outros softwares são prioridade para qualquer atividade", destaca a consultora financeira Nora Zygielszyper. Ela ensina: "O investimento total deve ser compatível com o fluxo de caixa projetado do negócio e a sua rentabilidade esperada".

Decoração funcional - Além do kit básico para dar o pontapé inicial no negócio, seja em qualquer área de atuação, outros pequenos detalhes fazem a diferença. A decoração é um deles. "A mesa de trabalho tem que ter cara de mesa de trabalho, não pode ter cara de sala de jantar. Ela precisa ter capacidade para abrigar todo o equipamento de produção e permitir acesso fácil", recomenda o decorador Ronald Goulart, dono de um home-office há 18 anos.

Cara de escritório, conforto de lar - "Tenha um sofá ou uma boa poltrona para quando for necessário ler um texto ou fazer algo que fuja da rotina, mas que você não saia do seu escritório para não perder a concentração", sugere o decorador Ronald Goulart. O ambiente de trabalho deve passar equilíbrio. "É bom ter madeiras mais claras e cores claras nas paredes, como verdes e azuis, que são calmantes. Fuja de cores avermelhadas, que podem causar stress visual".

Capriche na iluminação - O decorador Ronald Goulart tem uma receita para iluminar adequadamente o escritório: "Tempere com luzes incandescentes e fluorescentes. Apesar da economia das fluorescentes, as lâmpadas incandescentes dão maior conforto visual".

Mantenha uma estrutura coorporativa - "É o mesmo investimento que requer uma sala comercial. É um ‘office' mesmo, a questão do ‘home' é só um detalhe", define o consultor financeiro Antonio de Julio, que trabalha em casa há três anos. "Preferi montar um cômodo fora das áreas comuns. Assim você pode marcar reuniões de negócios sem que ninguém passe ou conheça seu ambiente mais íntimo", diz.

Disciplina pessoal - Escritório montado, o próximo passo é desconstruir a imagem da casa como local unicamente de relaxamento. "É uma questão de disciplina pessoal. É semelhante a fazer uma academia. Você só depende de si e tem que administrar suas prioridades", compara Goulart.

Crie uma rotina - Criar uma rotina de trabalho e estipular um horário fixo, incluindo apenas uma hora de almoço, é o primeiro passo para adequar-se psicologicamente à nova realidade. "A pessoa tem que ter um horário definido, porque, algumas vezes, o trabalho entretém e, em outras, você não está tão bem disposto para trabalhar. Se não mantiver o horário, acaba por não dar atenção à casa e não ter resultado no escritório. Confunde tudo", completa o consultor financeiro Antonio de Julio.

Aparato exclusivo - O ideal é que todo o aparato seja exclusivo do escritório, como telefone e conexão à internet, até por questões de orçamento. "Caso contrário será impossível apurar a rentabilidade do seu negócio", adverte a consultora financeira Nora Zygielszyper. É também uma ótima maneira de impedir que outros moradores da casa queiram resolver assuntos pessoais (no computador, telefone etc) no horário comercial. "A família deve compreender que você não está em casa e, sim, no seu escritório. E a não interrupção está intrínseca", ressalta o consultor Antonio de Julio.

Fonte: Bolsa de Mulher, por Sylvio Netto – 16/05/2011
Créditos: Dreamstime

Please update your Flash Player to view content.

© 2003 – 2014 – CERVESIA – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS