Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

embalagem papelao ondulado fispal tecnologia

Em 2020, a expedição de caixas, acessórios e chapas de papelão ondulado avançou 5,5% em relação a 2019, atingindo 3.815.300 toneladas. Trata-se do maior nível expedido desde o início da série em 2005 e o maior crescimento anual desde 2010, quando houve alta de quase 10%. As informações são da Associação Brasileira de Embalagens em Papel (EMPAPEL).
De acordo com a Presidente da entidade, Gabriella Michelucci, antes da pandemia, no primeiro trimestre, o segmento chegou a crescer 7%. No semestre seguinte, porém, o cenário foi diferente e o período terminou com queda de 3,5%, voltando à normalidade posteriormente.

Segundo Gabriella, o isolamento social levou a uma verdadeira corrida da população em busca de alimentos e produtos de higiene e limpeza, o que aumentou as encomendas de embalagens. “O consumo de bens duráveis caiu, mas os produtos essenciais aumentaram bastante. A partir de meados de junho, com a retomada das indústrias, houve explosão de compras de embalagens de papelão ondulado”, explica.

Em dezembro do ano passado, foram expedidas 319.284 toneladas, o que representa um avanço de 11,2% em relação ao mesmo mês de 2019. Na série iniciada em 2005, essa foi a primeira vez em que o volume expedido superou 300 mil toneladas, sendo esse também o maior volume despachado no mês de dezembro. Também houve crescimento de 7% na produção por dia, para 12.280 toneladas, a maior expedição diária para o mês.
Na comparação trimestral, a alta foi de 7,7% no quarto trimestre ante igual período de 2019. No quarto trimestre, o volume expedido atingiu 999.119 toneladas, também o maior desde 2005, perdendo apenas para o trimestre anterior (1.003.354 toneladas), o que representa queda de 0,4% nos dados ajustados sazonalmente.

 

Fonte: Datamark - 01/02/2021

guia fornecedores