Forte ou leve – a cerveja pode fortalecer os seus ossos

 

Osteoporose (enfraquecimento dos ossos) é comum em pessoas idosas, especialmente mulheres após a menopausa. Ossos fracos são um maior risco de fratura.


Fraturas devido à osteoporose afetam uma em cada três mulheres e um homem em cinco, com idade superior a 50 anos.


Um crescente corpo de evidências sugere que o consumo de álcool também está associado à osteoporose em uma relação em forma de U, ou seja, que o consumo leve a moderado possui um efeito benéfico sobre os ossos, o que poderia reduzir o risco de osteoporose e fraturas.


Um estudo estimou que bebedores moderados apresentaram 38% menos probabilidades de ter osteoporose que os não-bebedores, outro estudo mostrou um risco 20% menor de fratura do quadril.

Este efeito protetor pode ser explicado em parte, pelo consumo moderado de álcool suprimindo a gradual perda óssea que aumenta com a idade (reabsorção), mas isso não pode ser totalmente contabilizado.


Há indícios crescentes de apoio a um papel biológico do silício na saúde óssea e sugere-se que o componente da cerveja silício pode explicar ou contribuir para alguns destes efeitos positivos. Estão em curso pesquisas para confirmar isto.


Cientistas reportaram que a cerveja fornece uma rica fonte de silício na dieta que é facilmente absorvida pelo corpo e tem-se revelado como a maior contribuição de silício na dieta dos homens. Este silício vem de duas fontes naturais - água e, especialmente a cevada.


Há indícios crescentes de apoio para a importância do silício na saúde dos ossos e em experimentos de laboratório, demonstrou que melhora diversos aspectos da formação óssea humana e aumento da densidade mineral óssea em animais, quando tomado por via oral.


Também tem sido demonstrado em melhorar a densidade mineral óssea em mulheres, dado a suplementos dietéticos de silício, disseram os pesquisadores.


Fonte: BelgianShop WeekLetter 1365 - 11/11/2008

Traduzido e Adaptado por Matthias R. Reinold