Consumo moderado de cerveja para a sua saúde

 

Existem indicações indiscutíveis para o efeito benéfico do álcool sobre a saúde, sob a forma de um “J”.


Consumo baixo a moderado de álcool (1 dose por dia para mulheres, 1 a 2 doses para homens) é bom para doenças cardíacas coronarianas, diabetes, alta pressão sangüínea, risco de derrame, mortalidade etc. O consumo elevado é prejudicial.


A proteção cardiovascular é principalmente causada pela melhoria da sensibilidade à insulina e pelo colesterol de alta densidade (HDL). De acordo com pesquisadores norte-americanos, é o próprio etanol, e não todo o tipo de outros componentes de bebidas alcoólicas, que forma a causa dos efeitos benéficos.


Paralelo à sensibilidade aumentada à insulina e ao colesterol HDL aumentado, melhoria dos parâmetros de inflamação e a formação de gordura abdominal do mesmo modo possuem um certo papel no efeito de proteção. Um ou dois drinques por dia trazem cerca de redução moderada (7% a 10%) dos triglicérides. Acima desse nível de consumo, a quantidade de triglicérides aumenta proporcionalmente à quantidade de álcool.


Consumo moderado de álcool leva a menos gordura abdominal do que entre não bebedores, mas iso muda após mais de dois drinques por dia, novamente em relação à quantidade de álcool consumida. Gordura intra-abdominal está intimamente conectada com um nível baixo de HDL, com resistência à insulina e com inflamação.


Pelos seus efeitos benéficos, o álcool pode ser especialmente útil para pessoas com um metabolismo anormal de glicose e/ou resistente à glicose. Consumo leve a moderado de álcool é associado com redução de diabetes. Um extenso estudo que acompanhou mais de 370.000 indivíduos durante 12 anos estabeleceu uma redução de 30% de novos casos de diabetes entre pessoas que bebiam uma ou duas unidades de álcool por dia.


Estudos recentes mostraram também que um consumo diário moderado de álcool é melhor do que um consumo menos freqüente. Isso pode ser explicado pela duração limitada dos efeitos benéficos do álcool.


Apesar destes efeitos benéficos do consume moderado de álcool, os médicos recomendarão que se beba apenas em casos altamente excepcionais, porque nem todos são capazes de se manter dentro do limite de um a dois copos por dia, e existe o perigo de ser tentado a beber mais, ao ponto de ter dependência. O vício do álcool é ainda um sério mal social, responsável por um elevado número de doenças e morte.


Fonte: Beer & Health

Traduzido e Adaptado por Matthias R. Reinold