Consumo moderado de cerveja diminui o risco de diabetes

 

Quem bebe álcool moderadamente, reduz o risco de adoecer de diabetes da idade em cerca de 30% - de acordo com o resultado do primeiro estudo comparativo sobre o tema Diabetes e Álcool.

A equipe de pesquisa holandesa do Dr. Lando Koppes analisou os resultados de 15 estudos internacionais sobre diabetes com no total quase 370 mil participantes.


Estudos fundamentais dos Estados Unidos, Finlândia, Coréia, Holanda, Inglaterra e Alemanha chegaram à mesma conclusão: o consumo moderado de álcool pode agir de modo preventivo contra diabetes tipo 2, a chamada diabetes da idade.


Os melhores valores foram apresentados por pessoas que ingeriram diariamente entre 6 g e 48 g de álcool. Isso corresponde a um consumo diário entre 150 ml e 1.200 ml de cerveja.


Do mesmo modo, aqueles que bebem menos ou nenhum álcool demonstraram um risco mais elevado para o diabetes, como aqueles que consomem mais de 48g de álcool.


O Dr. Lando Koppes vê uma dramática evolução vir ao nosso encontro: até o ano 2030 o número de diabéticos aumentará em um terço. Mas existem possibilidades de se reduzir o risco de adoecer. Paralelo a muito movimento (exercício) e uma alimentação saudável, um consumo freqüente, porém moderado de álcool também pode ajudar.


“O consumo moderado de álcool, assim sabemos, possui uma influência positiva sobre a pressão sangüínea, a sensibilidade à insulina e em inflamações crônicas. Além disso, ele favorece diversas substâncias no sangue como o colesterol HDL, que protege o coração e os vasos sangüíneos. Nós supomos que uma combinação desses fatores leva à ação protetora contra o diabetes 2”, diz o Dr. Koppes.


* Koppes, Dekker et al,

 

Fonte: DBB

Traduzido e Adaptado por Matthias R. Reinold