Com consumo regular de cerveja as artérias do coração esclerosam menos

 

Pessoas que usufruem regular, porém moderadamente de álcool, protegem seu coração contra a arteriosclerose. Isso comprova um novo estudo (*) da Holanda. É o primeiro estudo, que não apenas interpreta dados existentes, ma sim efetua estudos próprios e pesquisa a conexão entre consumo de álcool e arteriosclerose.


A equipe de pesquisadores ligada ao Dr. Rozemarijn Vliegenthart concentrou seu trabalho em pessoas idosas. Foram examinados 1.795 habitantes com mais de 65 anos de Roterdã, nos quais ainda não havia sido diagnosticada uma doença do coração. Foi feita uma tomografia computadorizada do coração de cada um dos participantes, através da qual o estado de saúde das artérias se torna visível. Se esses vasos estiverem esclerosados, aumenta o risco de um ataque cardíaco.


Simultaneamente os entrevistados foram perguntados sobre os seus hábitos de consumo. Mostrou-se um perfil típico da média da população desde os abstêmios totais até pessoas que bebem mais de dois drinques diariamente.


Nisso se destacou que o álcool age positivamente e de modo inequívoco sobre a circulação do sangue no coração. "Os melhores valores foram das pessoas que consumiram diariamente um a dois copos de bebida alcoólica. Neles o risco de haver esclerose dos vasos foi reduzido em 50 %", disse o Dr. Vliegenthart. O grupo mais ameaçado é o de abstêmios: eles representam a maior parte do grupo com esclerose avançada.


Quem bebe cerveja moderadamente, mas regularmente, faz bem ao seu coração.


(*) Vliegenthart R, et al, "Alcohol Consumption and Coronary Calcification in a General Population", Arch Intern Med. 2004; 164: 2355-2360

 

Fonte: DBB

Traduzido e Adaptado por Matthias R. Reinold