Ação do álcool sobre o coração e doenças cardíacas

 

Em um estudo sueco, do qual participaram 53.500 homens e mulheres, procurou-se a relação entre o consumo de álcool e o desenvolvimento de doenças cardíacas e vasculares. Ao mesmo tempo foi descoberta uma diferença entre os efeitos sobre mulheres e homens.


Já é conhecido há muito, que com um consumo moderado regular de álcool, o risco de doenças cardíacas e vasculares é menor do que em abstinência ou consumo exagerado. Até agora esse efeito foi examinado principalmente em homens, e sobre a reação em mulheres era muito pouco conhecido.


As pesquisas de Janne Tolstrup, entre outros, aperfeiçoaram essa imagem: enquanto que nos homens a ação sobre o desenvolvimento do risco de doenças cardiovasculares depende antes de tudo do consumo regular, nas mulheres a quantidade de álcool tem um papel mais importante do que a regularidade.


Fonte: British Medical Journal (BMJ) 2006; 332

Traduzido e Adaptado por Matthias R. Reinold