Cerveja pode reduzir artrite reumatoide em mulheres, diz estudo

Tomar uma cerveja algumas vezes por semana pode ajudar as mulheres a evitar uma dolorosa artrite reumatoide, sugere um novo estudo.

A doença, que afeta mais as mulheres do que os homens, é uma forma de artrite associada à disfunção do sistema imunológico. De acordo com a Arthritis Foundation, mais de 1,5 milhões de americanos sofrem da doença, que normalmente começa na década de 20 ou 30 anos.

No entanto, a longo prazo, o consumo moderado de álcool pode reduzir o desenvolvimento futuro da artrite reumatoide em mulheres, segundo pesquisadores do Hospital Brigham and Women e Harvard Medical School, em Boston. No geral, o uso moderado de qualquer forma de álcool reduziu o risco em cerca de 21 por cento, mas beber cerveja moderadamente – 2 a 4 cervejas por semana – diminui as chances das mulheres para a doença em quase um terço, segundo o estudo.

Em sua pesquisa os investigadores acompanharam os hábitos de consumo das mulheres em dois grandes estudos, o Nurses' Health Study e o Nurses' Health Study II. O primeiro estudo começou em 1976 , e inclui mais de 121 mil enfermeiras. O segundo inclui mais de 116.000 enfermeiras, e começou em 1989. As mulheres responderam a perguntas sobre sua saúde e estilo de vida a cada dois anos e acerca de sua dieta, incluindo o consumo de álcool, a cada quatro anos.

Os pesquisadores ainda não podem explicar como cerveja e outras bebidas alcoólicas podem reduzir o risco de uma mulher para a artrite reumatoide. E também não sabem se os resultados se aplicam aos homens.

Os resultados foram publicados em recente edição da revista Arthritis & Rheumatism.

Fonte: Boa Saúde - Arthritis & Rheumatism, 2014. – 20/05/2014