Brau Nürnberg 1999

 

Realizou-se entre os dias 10 e 12 de novembro a Brau Nürnberg 99, Feira Internacional de Bebidas, na cidade de Nürnberg (Baviera), com a presença de mais de 1.300 expositores e um público estimado em mais de 30.000 pessoas. Em 1998, houve um aumento na participação de visitantes estrangeiros (23%), com relação a 1996 (21%). Foram visitantes de cerca de 100 países aos mais de 1.400 expositores. A evolução da feira pode ser acompanhada a seguir: 

Ano Nº de visitantes
1986 14.393
1987 17.149
1988 18.703
1989 15.189
1990 23.062
1991 27.212
1992 33.914
1994 35.384
1995 37.306
1996 36.304
1998 37.307
Expositores
Ano Nº de expositores
1986 423
1987 538
1988 603
1989 612
1990 741
1991 898
1992 1.043
1994 1.160
1995 1.262
1996 1.358
1998 1.413

O mercado de bebidas está crescendo na direção das bebidas não-alcoólicas (água adicionada de sucos de frutas, bebidas à base de chá e bebidas à base de cerveja).

Como exemplo, a Alemanha , onde são consumidos cerca de 130 litros de cerveja per capita/ano e cerca de 240 litros de bebidas não-alcoólicas per capita/ano (água, refrigerantes, sucos de frutas). A Alemanha é hoje o terceiro maior produtor mundial de cerveja, com 114 milhões de hectolitros por ano, atrás apenas dos Estados Unidos (235 milhões de hectolitros) e China (163 milhões de hectolitros).

A produção mundial de cerveja aumentou em 2,1% e está em torno de 1,27 bilhões de hectolitros.

Palestras técnicas

Foram proferidas várias palestras técnicas, sobre os mais variados temas, desde processos industriais de produção de bebidas, tecnologia de microcervejarias, matérias-primas, limpeza e desinfecção de instalações de chope, tratamento da levedura cervejeira, esterilização de garrafas por meio de plasma, entre outros.

O tema da feira foi a produção e comercialização de bebidas e as novidades mais expressivas serão apresentadas a seguir.

Máquinas e equipamentos

Máquinas e equipamentos para a produção de cerveja, malte e bebidas não-alcoólicas, para cervejarias para gastronomia, filtração e tecnologia de separação, equipamentos de limpeza, enchimento e empacotamento para garrafas, latas e caixas; equipamentos de limpeza e enchimento para barris comuns e barris Keg.

Equipamentos para geração de água gelada, utilizados em sistemas de ar condicionado e microcervejarias, e várias outras aplicações. (Vritherm)

Sistemas para limpeza por jato de água a alta pressão, com pressões até 380 bar e todo tipo de acessórios para limpeza a alta pressão (Oertzen).

Equipamentos para a propagação de levedura e dosagem controlada através de condutividade, assim como a acidificação biológica para cervejarias (Feichtenschlager).

Sistemas (kits) completos de limpeza para barris Keg, como escovetes, bolas de esponja para limpeza de tubulações (Niebling).

Equipamentos para a flash-pasteurização da cerveja, com vazões de 10 até 500 hl/h, com controle manual ou totalmente automatizado (Brautechnik GmbH, Fischer, Alfa-Laval).

Inspeção de nível em garrafas e contadores de vasilhames - barris, garrafas, garrafeiras e até paletes (Syscona). Inspeção para garrafas PET (Inspecto Automation).

Equipamentos para aspiração e classificação de milho, arroz, soja, cevada - filtros, classificadores, aspiradores (Schmidt).

Transportadores e silos para bagaço de malte e secadores de fermento (Ponndorf, Vetter).

O sistema de cozimento de mosto Merlin, possui uma série de características inovadoras, que combina o cozinhador de mosto - como aquecedor e o Whirlpool - como vaso coletor do mosto (Steinecker). Esta configuração proporciona, segundo o fabricante, uma expressiva economia de energia, um controle direcionado dos valores analíticos do mosto (através, por exemplo, do controle da carga térmica), uma melhora na estabilidade da espuma e redução do volume de águas residuais.

Sala de cozimento com algumas inovações tecnológicas, como um novo agitador para a tina de mostura, fundo falso da tina-filtro modificado, que permite uma maior clarificação do mosto e um aumento mais lento da pressão diferencial e também economiza tempo e produtos químicos na limpeza; novo desenho das facas do afofador da tina-filtro, que permite melhorar o fluxo de mosto; aquecedor interno com dispositivo de expulsão múltipla em dois níveis para a distribuição regular do mosto, que segundo o fabricante, possui uma série de vantagens sobre o aquecedor externo: menor carga térmica, melhor homogeneização do mosto no cozinhador, maior superfície real de evaporação, sistema mais simples e robusto, garantindo uma vida longa, entre outras. (Huppmann)

Filtros de mosto para cervejarias (Meura, Landaluce).

Geradores de ozônio, dióxido de cloro e aparelhos de UV, utilizados para a desinfecção de água (Prominent).

Filtro de velas para a filtração por meio de terra diatomácea (Filtrojet S) e filtração Crossflow para recuperação da levedura (Filtrox). Recuperação de mosto do trub quente e de cerveja da levedura por meio de centrifugação (Flottweg).

Filtro de velas (Ecoflux) para terra diatomácea (kieselgur), que possui capacidade de meio filtrante de até 9 kg/m2, tamanho de poros de 30 m e filtro de placas horizontais Primus II (Schenk Filtersysteme). Filtro de velas para terra diatomácea (Nocado).

Filtros de placas para terra diatomácea e equipamentos de mistura e dosagem, filtros de placas para levedura e trub (Strassburger Filter).

Carcaças e elementos filtrantes (cartuchos, velas e bags) para a filtração estéril de bebidas (Wolftechnik Filtersysteme). Carcaças em aço inox para elementos filtrantes (Alteco).

Filtro para a microfiltração da cerveja (para assegurar a estabilidade microbiológica) ou para a filtração em profundidade (pós-filtração da cerveja). As capacidades dos filtros variam de 10 a 600 hl/h, podendo ser completamente automatizados (Handtmann).

Trocadores de calor de placas de até 2.000 m3/h, pressão de trabalho de 25 bar (Schmidt).

Lanterna de desaeração, misturadores de cerveja e acoplamentos para painéis (SAT Sommer).

Equipamentos para blendagem High-Gravity e carbonatação, sistema de nitrogenação de bebidas em linha e misturadores de alta precisão (Centec).

Fermentadores para vinho, tanques com agitação para mistura com controle de processo (Rieger).

Linhas completas de lavagem e enchimento de barris Keg (capacidades de 10 a 800 barris/hora); sistemas de gerenciamento por transponder (através de microchip) que permitem acompanhar toda a movimentação dos barris no mercado, otimizando assim a logística; sistemas para detectar vazamentos nas válvulas dos barris Keg (permitem separar o barril que apresenta vazamentos de gás ou cerveja, antes de ir para o mercado). Para aumentar a capacidade das linhas de embarrilamento, é utilizado um robô de um braço e seis eixos, que não apenas paletiza, mas também vira, retira o lacre plástico do barril, coloca o lacre no barril, passa o barril pela antena do microchip (transponder), codifica o barril por meio de jato de tinta e paletiza novamente. Esta paletização pode ser efetuada em vários níveis, com ou sem palete no meio, com precisão milimétrica (m+f KEG Technik).

Enchedoras especiais para barris Keg e garrafas de vidro tipo sifão (Beckmann). Linhas completas de envasamento - packaging (KHS e Krones).

Prensa automática de rótulos, com recuperação de soda e filtração (Pühler). Revestimento de tanques e recipientes com resina epóxi+teflon, que permite uma maior resistência contra agentes químicos e durabilidade (Munk&Schmitz).

Equipamentos para a indústria e laboratório

Tecnologia de medição, controle e comando; conexões, tanques, bombas e recipientes, instalações para limpeza e desinfecção, equipamentos CIP, equipamentos de laboratório.

Sistemas para a detecção de riscos para a contaminação microbiológica em tanques e equipamentos (Bactoforce).

Equipamentos de medição de nível, temperatura e pressão (Afriso, Hengesbach).

Controles em linha por fotômetros para a medição da concentração, côr, turvação e absorção por UV. Os equipamentos podem ser utilizados em mais de 30 pontos de medição no processo cervejeiro, desde a medição da turbidez do mosto na saída da tina-filtro até o controle da água de efluentes (Optek). Medição ótica (fotometria) para a indústria de bebidas (Sigrist).

Medição em linha de CO2 (Dr. Thiedig). Medição em linha de °Plato no processo de produção de cerveja (SensoTech).

Instrumentos para medição de vazão (volumétrica, mássica), nível, pressão, temperatura, umidade e medição analítica - pH, O2, turbidez, redox e condutividade (Endress+Hauser).

Sensores para a detecção de presença de CO2 e N2 em ambientes fechados (Winter). Instrumentação em geral para a indústria (Arthur Grillo).

Bombas centrífugas sanitárias, fixas e móveis (KPA, Packo). Bombas centrífugas sanitárias em aço inox, com inversor de freqüência integrado (Hilge). Válvulas e conexões em aço inox (Kunzmann + Hartmann, Tyco, Kieselmann). Sistemas CIP compactos e de alta complexidade, completamente automáticos (Kieselmann).

Equipamentos para laboratório - análises físico-químicas e microbiológicas (Thiemt).

Unidade de acesso em linha com seis conexões para medições em linha de: condutividade, pressão, nível, pressão, visor com iluminação e instrumentação sem cantos mortos (Gea Tuchenhagen).

Mangueiras de borracha para tráfego de bebidas (Gummi-Roller, Gummi Hansen).

Materiais diversos

Abastecimento e retirada de materiais, segurança do trabalho, reciclagem e proteção do meio ambiente, coadjuvantes de fabricação e produtos auxiliares, meios de auxílio a empacotamento.

Equipamentos para o gerenciamento de resíduos sólidos, como prensas para os mais diversos materiais - alumínio, papel, papelão, plástico (Welger).

Tecnologia para a reciclagem de embalagens PET - pré-seleção, moagem, lavagem, secagem, aglomeração e teste de qualidade - (Texplast GmbH).

Prensas para garrafas PET, totalmente automáticas, que reduzem o volume até 90% e prensas para outros tipos de material (Strautmann Umwelttechnik).

Tetos acústicos, para a redução de ruídos no envasamento, que podem ser facilmente limpos e impedem a formação de fungos e bactérias (Ecophon). Proteção contra ruídos em máquinas no envasamento (Hein Lärmschutztechnik).

Garrafas de vidro especiais para bebidas (com fecho de cerâmica, etc.) - cerveja e vinho (Spessart Glas, Dr. Bauer-Secundus).

Pisos especiais cerâmicos e epóxi, com canalizações em aço inox (Ahauser Korrosionsschutz).

Instalações para a gastronomia

Mobiliário para a gastronomia e acessórios, barracas para festas, equipamentos para servir chope e máquinas de vendas (vending machines).

Balcões para servir chope em festas, construção em aço inox (Thielmann). Sistema de containers móveis para catering (onde um balcão para servir chope completo cabe num container móvel e pode ser montado em questão de minutos) (CCC).

Microcervejarias com capacidades que variam de 50 a 2.000 litros por cozimento, com vários níveis de automação e padrões de acabamento (Beckmann de Bassus, Beraplan, Velo, Kaspar Schulz, BTB, entre outras)

Nova tecnologia em servir chope de barris de 5 litros, com torneira embutida, que deve ser puxada para fora e girada (Huber).

Sistemas completos para a limpeza química e mecânica de chopeiras nos pontos de venda (Bevi Free). Sistemas completos para servir chope (DSI).

Tanques de cerveja, com capacidades de 250 a 1.000 litros, para servir chope em pontos de venda (DRU e Duotank). Barris Keg para cerveja, de vários tamanhos e padrões (FSB, Komet, Schäffer, Blefa).

Geradores de nitrogênio a partir do ar atmosférico, para utilizar ao servir bebidas (DEA Mineralölverkauf).

Consultorias e outras instituições

Consultorias especializadas em cervejarias (projetos completos, turn-key): Danbrew, Fooding, VLB (Berlin), Doemens e Weihenstephan (Munique).

Institutos de pesquisa da área de bebidas (VLB-Berlin, Doemens e Weihenstephan-Munique).

Veículos de transporte e vendas

Veículos para servir bebidas e vendas, veículos de transporte e frigoríficos, dispositivos de carregamento, equipamentos de transporte.

Revestimento para containers, para a absorção de umidade (até 3.000 g/m2), ideal para a proteção de cargas sensíveis à umidade - alimentos, equipamentos eletrônicos (Oellerking GmbH).

A grande diversidade de expositores e temas, distribuídos em 9 pavilhões, permite que o visitante possa escolher a tecnologia e o custo que mais lhe agradar.

Diversas empresas do antigo bloco oriental experimentam agora a sua chance de abocanhar uma fatia do mercado mundial.

Fonte: Matthias Rembert Reinold
Consultor da M. Reinold - Tecnologia em Qualidade e Produtividade Ltda.