A dosagem de lubrificante de esteiras

 

O transporte de garrafas é um importante elemento de ligação entre as diversas máquinas de uma linha de enchimento, onde panes no transporte de garrafas podem levar à parada completa da linha de envasamento e com isso gerar custos.

A lubrificação das esteiras transporte é de suma importância e deve ser boa o suficiente para que a linha funcione sem paradas e o surgimento de desgastes seja o mínimo possível no sistema de transporte e nas garrafas. Ao mesmo tempo os custos operacionais devem ser mantidos baixos.

A preparação dos lubrificantes de esteira ocorre em uma estação central de dosagem. A solução é então bombeada através de um sistema de tubulações até os aspersores e lá borrifado de modo regular com baixa pressão. A pressão não pode ser muito elevada, senão serão gerados aerossóis indesejáveis. Os sistemas de aspersores são geralmente ligados/desligados por meio de válvulas solenóides magnéticas controladas pelo tempo, possibilitando economia de água e produtos químicos. E para assegurar que a concentração da solução se mantenha constante, mesmo quando há alteração do fluxo, utiliza-se o sistema de dosagem proporcional à vazão.

Gamma/Dos: a unidade de dosagem proporcional inovadora e segura para a lubrificação de esteiras

Esta unidade de dosagem serve para as tarefas de lubrificação de esteiras até para uma infinidade de aplicações. Em todo lugar onde um líquido deve ser dosado proporcional ao volume em um fluxo de água, e adicionalmente são necessárias diversas funções de tempo, se pode utilizar esta unidade de dosagem.

Também a alteração da concentração de uso pode ser efetuada através da programação da dosadora. Para isso deve se aferir a bomba dosadora na partida e o volume dosado deve ser inserido no programa da dosadora e a partir dessas informações ela calcula o número de pulsos e a dosagem exata.

Vantagens

- Modo de início automático: aspersão contínua por período de tempo determinado, após isso mudança automática para o sistema aspersão/pausa, função “boost“ para concentração mais elevada por tempo determinado, após o período em “boost” volta automaticamente para a concentração padrão.

- Solenóide controlada pelo tempo: tempo de abertura/fechamento regulável;
- Desligamento da bomba e solenóide por falta de produto;
- Controle da quantidade dosada: se pode ler no display da dosadora;
- Ótima adaptação: escolha da faixa de concentração por meio de controle de pulsos integrado e ajuste do curso da membrana, para ajuste fino da concentração;
- Painel em aço inox;
- Sistema integrado de tubulação: válvula redutora de pressão, válvula solenóide magnética e medidor de vazão;
- Elevada precisão de dosagem;
- Fácil operação das principais funções: boost (concentração mais elevada), operação manual, automático, desligado.

Modo de função na lubrificação de esteiras

Após a limpeza dos transportadores, seja manual ou por meio de CIP, para reinício de operação as esteiras necessitam de uma quantidade definida de lubrificante de esteira com concentração mais elevada. Esta é efetuada por meio de uma aspersão contínua pré-programada, por tempo limitado. Exemplo: A válvula solenóide é ativada por uma hora (aspersão contínua).

Simultaneamente a concentração é aumentada em determinado percentual, por exemplo, por 30 minutos.

Após isso o sistema funciona de modo normal. Com dosagem intermitente, por exemplo, na relação 20 segundos ligada e 40 segundos desligada. Tanto durante o modo de inicial de operação, como também durante a operação normal, a bomba dosa proporcional ao volume na concentração programada e registra a quantidade dosada, que pode ser simplesmente lida no display da bomba. Tão logo o reservatório de produto químico esteja vazio, um alarme é acionado e a bomba desliga automaticamente a válvula solenóide.

Fonte: Matthias Rembert Reinold
Mestre Cervejeiro Diplomado