Harmonização de cerveja?!

Que vinho e comida harmonizam, todo mundo sabe. Mas a cerveja também? Descubra!

A cerveja tem amplas possibilidades de harmonização por sua diversidade como força alcoólica, doçura e secura, acidez, amargor, condimentação, carbonatação, notas tostadas, carameladas, frutadas, etc...

O princípio mais básico de qualquer harmonização é o equilíbrio. Pratos leves pedem cervejas leves. Pratos mais intensos pedem cervejas mais intensas.

Harmonização por semelhança

A harmonização parte de dois princípios de semelhança, como doçura versus doçura e acidez versus acidez.

Um queijo gouda, por exemplo, com suas notas frutadas, leve adocicado, certa picância e bastante gordura, acompanhado de uma Strong Golden Ale belga. A cerveja se assemelha com as mesmas notas frutadas e este certo dulçor, além de ter álcool suficiente para quebrar a gordura do queijo, limpar o palato para o próximo bocado.

Outra harmonização clássica é de chocolate com Imperial Stout. O estilo de cerveja é geralmente bem escuro, com notas de café, chocolate e, em alguns casos, apresenta leve dulçor maltado no centro, mas a grande maioria tem amargor proveniente do malte torrado. Essas notas fazem um casamento perfeito com praticamente todos os tipos de chocolate!

Harmonização por contraste

A harmonização é mais difícil, mas, quando bem feita, é incrível! Os princípios partem das seguintes oposições: salgado versus doce, doçura versus amargor, "picância" versus doçura.

Um bom exemplo são ostras, com sua acidez e sabores marinhos, com uma Dry Stout bem seca e torrada.

Uma combinação que eu particularmente adoro é uma Fruit Lambic, cerveja de fermentação espontânea, bem ácida e com adição de frutas como cereja (Kriek), acompanhada de chocolate branco. A grande acidez da cerveja brinca com o doce do chocolate e quebra a gordura (que todo chocolate branco tem de sobra!).

Vamos por tipos...

  • Amargas (IPA, Dortmunder, Stout, Pumpkin)

- Comida mexicana, bolinhos de peixe, chorizo, pratos picantes, embutidos...

  • Frutadas (Lambic, Witbier, Fruit Beer)

- Salada, tartare, caranguejo, cheescake, sorvete...

  • Defumadas/Tostadas (Rauchbier, Brown Schwarzbier, Red, Amber)

- Castanhas, bacon, nachos, costela com barbecue, churrasco...

  • Alcoólicas (Belgian Strong Trapista, Golden Strong, Bock, Malt Licor)

- Aspargo, bouillabaisse (sopa de peixes brancos), chorizo, mousse de chocolate, queijo cremoso...

  • Doces (Malzbier, Porter, Lambic)

- Cheescake, carne de búfalo, tiramissu, foie gras, crème brûlée...

  • Especiais (Saison, Gueuze, Sazonais e com adição de outros componentes)

- Escargot, mexilhões, empanadas, ceviche, falafel...

  • Refrescantes (Trigo, Pilsen, APA, Lambic)

- Cuscuz marroquino, enchilada, kebab, omelete, lula frita...

  • Encorpadas (Golden Strong, Dark Strong Ale, Blond)

- Presunto assado, polvo, risoto, lagostins, pesto...

Para cada prato e ocasião existe uma cerveja. Aprecie esse mundo de possibilidades! Já tentou essa harmonização? Escolha sua preferida e experimente.

Fonte:  Sonoma.com.br – 07/01/2017