Aprenda com especialistas a harmonizar bebidas alcoólicas com pratos para o inverno

Cervejas, cachaças e saquês fazem parte da lista

Neste inverno, é comum o aumento do consumo de calorias, ou simplesmente a época perfeita para aproveitar as receitas deliciosas. E os pratos mais encorpados ficam ainda mais saborosos se harmonizados com a bebida correta.

Confira abaixo algumas harmonizações com bebidas para todos os gostos:

Cervejas:

image011

As cervejas especiais comprovam que não são consumidas somente no verão. Durante o inverno, a procura por rótulos aumenta, pois geralmente são bebidas mais encorpadas. Os aromas marcantes e o certo amargor presente na composição são ideais para o tempo mais frio, em geral, os estilos Bock, Stout, APA ou IPA, da Berggren Bier, combinam perfeitamente com pratos mais pesados, como a feijoada. Outra opção é a harmonização do churrasco com a cerveja clara.

Cachaças:

image012

A cachaça pode ser harmonizada no início ou no fim de uma refeição, apreciando a bebida com tira-gostos. Para as entradas, como canapés ou saladas, o ideal é uma cachaça com graduação entre 38% a 42% armazenada em madeira de amendoim do campo, jequitibá ou freijó. Já para os pratos principais, como carnes assadas ou feijoada, a caipirinha feita com cachaça branca ou uma dose de cachaça premium envelhecida em carvalho.  E para finalizar, uma cachaça armazenada em amburana harmoniza perfeitamente com uma sobremesa como o chocolate ou café expresso, explica Leandro Dias, sommerlier de cachaça, CEO da Middas Cachaça, e co-fundador da Escola da Cachaça.

Saquês:

image013

No inverno é comum o aumento no consumo de pratos mais temperados e oleosos, que podem ser harmonizados com o saquê junmai. Entretanto, o corpo leve do saquê honjozo pode “quebrar” a oleosidade do prato. Já os pratos mais encorpados caem bem com o saquê de forte presença. Exemplos: carne de panela mineira e feijoada podem ser acompanhados do saquê nigori, que é mais encorpado e realça o sabor acentuado destes pratos, explica Celso Ishiy, um dos maiores especialistas de saquês e diretor da TRADBRAS.

Fonte: Notícia Expressa - 08/06/2017