Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

Que a cerveja está na lista das preferências nacionais, isso todo mundo sabe, mas há alguns detalhes que mesmo os amantes da bebida não sabem responder. Por exemplo, cerveja é melhor em lata ou em garrafa? É a mesma coisa que chope? Ela engorda? Precisa de colarinho? São algumas das curiosidades que envolvem a popular cervejinha.

Sommelier de cervejas fala sobre curiosidades que envolvem a bebida

Para acabar com esses mistérios, o sommelier de cervejas e diretor a rede de loja especializada em cervejas artesanais Mestre-Cervejeiro.com, Daniel Wolff, respondeu essas e outras curiosidades sobre a bebida.

Lata ou garrafa?

Você já parou para pensar se existe diferença entre a cerveja armazenada em latas ou em garrafas? Bom, existe sim! “Geralmente, a lata costuma manter a cerveja fresca, conservando aromas e sabores por um período de tempo maior. Isso porque, como o material é opaco, o líquido não sofre com a exposição ao sol”, explica Daniel.

A cor da garrafa influencia?

Por incrível que pareça, sim! A cor vai influenciar na durabilidade do líquido. Daniel explica que quanto mais clara for a garrafa, mais a bebida estará exposta aos raios solares, causando um impacto negativo no aroma e no sabor. “Entre garrafas transparentes, verdes ou âmbares, a melhor opção é a âmbar”, afirma.

Cerveja é sempre amarga?

São mais de 100 estilos diferentes dessa mesma bebida e três famílias cervejeiras. Algumas levam na composição frutas, como pêssego, melancia, cereja e framboesa, e até chocolate. “O que vai determinar o amargor da cerveja é a variedade do lúpulo e o tipo de torra do malte utilizado nela”, fala o especialista. Ou seja, sabor varia muito, podendo ser adocicado ou muito amargo.

Cerveja artesanal é muito alcoólica?

Alto ou baixo teor alcóolico, muito ou pouco amargor, mais ou menos encorpada, todas essas características vão depender do estilo da cerveja. “O fato de ela ser artesanal relaciona-se apenas aos processos de produção e à variedade e qualidade dos insumos nela utilizados”, ressalta o sommelier.

Cerveja engorda?

Essa é a pergunta que não quer calar! Como os estilos de cerveja são variados, a quantidade de calorias também é, pois isso depende do processo de produção e do teor alcóolico. Sabe aquela famosa “barriguinha de chope”? Ela está associada a quantidade de bebida ingerida e aos petiscos que você acaba comendo enquanto bebe.

“Fazendo um comparativo com doses iguais, a cerveja geralmente tem menos calorias do que o vinho, a cachaça ou até mesmo o suco de laranja. O ideal para quem quer evitar engordar é beber com moderação, dar preferência a estilos menos encorpados e com teor alcoólico mais baixo”, esclarece Daniel.

Existe diferença entre chope e cerveja?

Na verdade é igual, mas diferente! O especialista fala que a origem do produto, o processo de fabricação e os insumos usados são os mesmos, o que muda é o tipo de armazenamento e isso interfere em algumas características da bebida.

“O chope retirado direto de algum tipo de chopeira costuma ser mais aerado, mais cremoso. A maioria das cervejas, diferente do chope, são pasteurizadas, por isso, tendem a ser menos frescas e com sabores e aromas menos presentes”, fala.

Cerveja precisa de colarinho?

A espuma é fundamental para avaliar a saúde de bebida e também ajudar na preservação da temperatura. “Se uma cerveja não tem espuma é porque não está bem carbonatada. Esse pode ser um defeito de fábrica, algum problema no armazenamento ou ela não foi servida da maneira adequada”, expõe Daniel. Já o tipo e a quantidade da espuma vão depender do estilo da cerveja.

O tipo de copo faz diferença?

Pode não parecer, mas o copo pode influenciar a maneira que a pessoa sentir o aroma da cerveja, seja de forma positiva ou negativa. O formato também pode interferir visualmente e na retenção de espuma.

“O copo Weissbier tem um formato adequado para manter a formação do colarinho, enquanto a taça snifter concentra os aromas de cervejas mais complexas. Já o famoso pint tem um formato utilitário e a boca mais larga, que permite beber em grandes goles”, detalha o sommelier de cervejas.

Fonte: Z1 Portal com informação do IG – 01/01/2017

guia fornecedores