Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

Cervejarias como a Asahi Group e gestoras de "private equity" como a KKR estão entre os interessados em comprar marcas europeias da SABMiller, segundo fontes a par do assunto.

A venda das marcas Peroni e Grolsch também vem atraindo o interesse da cervejaria espanhola Mahou-San Miguel Group e da Cinven, de acordo com as fontes, que não quiseram ser identificadas. As ofertas devem ser apresentadas em janeiro e os interessados ainda estão na fase inicial de estudo dos negócios.

A venda de unidades da SABMiller facilitaria o caminho para que o grupo seja comprado pela AB InBev, porque removeria obstáculos relacionados à concorrência na Europa, além de poder levantar mais de € 1 bilhão, segundo estimativas de analistas. A AB InBev vem vendendo ativos pelo mundo para evitar possíveis objeções de autoridades reguladoras em relação ao negócio de 71,9 bilhões de libras esterlinas (US$ 109 bilhões), que combina as duas maiores cervejarias globais.

Representantes da SABMiller, da AB InBev, da Asahi, da Mahou e da Cinven não quiseram comentar o assunto. Não foi possível contatar de um porta-voz da KKR para falar sobre as informações.

Parceiros financeiros tiveram participação em algumas das recentes aquisições no setor de cervejas. Em julho de 2009, a KKR comprou a Oriental Brewery, maior cervejaria da Coreia do Sul, que pertencia à AB InBev, por US$ 1,8 bilhão. A fabricante da Budweiser recomprou a empresa em 2014 por US$ 5,8 bilhões, em meio à desaceleração da demanda por cervejas de produção industrial na Europa e América do Norte. A CVC Capital Partners vendeu a StarBev, fabricante da marca de cerveja Staropramen, para a Molson Coors por cerca de US$ 3,5 bilhões em abril de 2012, após ter ficado com a empresa por cerca de três anos.

A Peroni, cerveja lager italiana cujo controle ficou com a SABMiller depois de aquisições entre 2003 e 2005, mais do que dobrou de valor desde então e pode valer cerca de € 938 milhões, segundo analistas do Jyske Bank. A cerveja holandesa Grolsch, conhecida por sua tampa de porcelana de fácil abertura, por outro lado, não se saiu bem. Comprada por cerca de € 878 milhões em 2008, a empresa agora poderia render cerca de € 268 milhões, de acordo com a corretora.

A Brewing, cervejaria artesanal do Reino Unido cuja compra pela SABMiller foi acertada em maio, também está entre as marcas em estudo para venda, segundo comunicados da AB InBev e da SABMiller divulgados neste mês.

A Molson Coors acertou a compra da participação de 58% que a SABMiller tinha na MillerCoors, empreendimento conjunto nos Estados Unidos entre as duas empresas, por US$ 12 bilhões. A participação da SABMiller na China Resources Snow Breweries também pode ter de ser vendida.

Fonte: Valor Econômico – 16/12/2015

guia fornecedores