Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

Ambev segura preço e Kibon faz pote menor

São Paulo. O brasileiro está tomando, em média, uma latinha de cerveja a menos por mês, segundo a CervBrasil, associação dos fabricantes da bebida. Pode parecer um problema pequeno. No entanto, multiplicada por todos os consumidores do produto no país, essa tendência virou um grande fantasma para as indústrias de cerveja, que amargam queda de 2,4% na produção de janeiro a novembro.

A desaceleração do consumo é sentida também em outros produtos típicos de verão, como o refrigerante e o sorvete, que também acumulam retração de consumo. O desafio das empresas é usar a nova estação, que começou oficialmente no sábado, dia 21, para trazer de volta a clientela perdida com novos produtos, embalagens e promoções.

A necessidade de uma estratégia de guerra por parte de multinacionais como Ambev, Heineken, Coca-Cola, Nestlé e Unilever (dona da Kibon) é reflexo de uma combinação de fatores macroeconômicos com desafios específicos de cada produto. As empresas estão se armando para melhorar o resultado durante o verão. A Ambev decidiu segurar os preços nos próximos meses, e o setor vê na Copa a chance de ter “um segundo verão”. A Kibon investiu R$ 40 milhões para lançar uma nova família de produtos e fugir do pote de 2 litros. 

Fonte: Jornal “O Tempo” – 23/12/2013

guia fornecedores