Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

A AmBev vai investir R$ 112 milhões na ampliação da capacidade de sua fábrica de Lages (SC), unidade que abastece a região Sul e é considerada estratégica pela empresa. O aporte ampliará em mais de 60% a capacidade de produção. A conclusão das obras, que estão em andamento, está prevista para maio do próximo ano. Inaugurada em 1994, a fábrica - onde eram envasadas apenas cervejas long neck e de 600 ml -, passou, em novembro, a produzir também cerveja em lata, mudança que já faz parte do processo de ampliação. Hoje, ela tem 260 funcionários próprios e 130 terceirizados.

Até a conclusão das obras, serão contratados mais 90 e criados cerca de 500 empregos indiretos, segundo o gerente fabril da unidade, Hudson de Oliveira. A capacidade atual da unidade é de 4,2 milhões de hectolitros por ano, volume que subirá para 6,8 milhões de hectolitros. Na fábrica catarinense são envasadas as marcas Brahma, Brahma Extra, Brahma Malzbier, Skol, Bohemia, Antarctica, Antarctica Malzbier e Polar, cerveja comercializada exclusivamente no Rio Grande do Sul e de grande tradição no mercado gaúcho. Segundo a empresa, as obras seguem um crescimento das vendas de suas cervejas na região Sul.

A ampliação foi batizada de Projeto Pinhão, em alusão à semente da araucária, que foi a base da indústria madeireira que se desenvolveu na região. Nos municípios de Correia Pinto e Otacílio Costa, dois ex-distritos de Lages, ficam as fábricas catarinenses da Klabin, a maior fabricante de papel e celulose do país. A AmBev considera estratégica sua unidade, entre outros fatores, por sua localização. Em Lages fica o entroncamento das rodovias BR-116, que leva ao Rio Grande do Sul e ao Paraná, e BR-282, que se estende de Florianópolis à fronteira com a Argentina.

A distância da cidade até Porto Alegre e Curitiba é praticamente a mesma, 360 quilômetros. O município fica ainda a cerca de 50 quilômetros da BR-470, rodovia que parte do Rio Grande do Sul, une o Meio-Oeste catarinense ao Vale do Itajaí e passa por municípios importantes no Estado, como Blumenau. Em Navegantes, onde termina a rodovia, fica um dos principais aeroportos de Santa Catarina. A fábrica é estratégica também para a cidade em que está localizada. Lages, com 168 mil habitantes, é o município mais importante da região serrana catarinense.

A AmBev foi responsável neste ano por 27% da arrecadação do município, que teve em 2006 orçamentos de R$ 164 milhões. Ainda que o orçamento de 2007 preveja arrecadação de R$ 180 milhões, o peso da AmBev deverá superar os 30%, segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Joaquim Goulart Júnior. "Mas, como já temos acertados alguns projetos de grandes empresas que também vão se instalar na cidade a partir do ano que vem esse percentual deverá se diluir com o tempo", afirma. No ano passado, a fábrica gerou quase R$ 80 milhões em ICMS.

Fonte: Valor Econômico - Empresas & Tecnologia - Dezembro/2006

guia fornecedores