Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

eric muhr WYfZXRsyels unsplash e1571924995411

SP, Goiânia e Salvador também ajudaram a puxar o preço da cerveja para baixo. Já Curitiba e Campo Grande tiveram as maiores altas

A queda em setembro no preço da cerveja em domicílio, de 0,27%, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), foi puxada por Porto Alegre. A capital do Rio Grande do Sul teve deflação de 1,53%, de acordo com os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Porto Alegre liderou a redução dos preços da cerveja em domicílio entre as 16 capitais pesquisadas pelo IBGE, sendo que outras sete cidades tiveram deflação, com destaque para São Paulo (-0,89%) e Goiânia (-0,77%).

Do lado oposto, oito capitais apresentaram inflação no preço da cerveja em domicílio. A maior alta foi a de Curitiba, com 2,57%, seguida por Campo Grande (1,33%), Rio Branco (1,29%) e Recife (1,09%).

Já os preços da cerveja fora do domicílio tiveram alta de 0,27% em setembro no cenário nacional. Campo Grande, com 5,09%, Rio Branco, com 2,54%, e São Paulo, com 1,89%, lideraram a alta. E as deflações mais expressivas foram em Brasília, com 2,14%, e Porto Alegre, com 1,87%.

Confira, a seguir, a variação do preço da cerveja em domicílio em setembro:
Brasil: -0,27%
Curitiba: 2,57%
Campo Grande: 1,33%
Rio Branco: 1,29%
Recife: 1,09%
Aracaju: 1,07%
Grande Vitória: 0,74%
Belém: 0,34%
Rio de Janeiro: 0,26%
Brasília: -0,07%
Fortaleza: -0,07%
São Luís: -0,50%
Belo Horizonte: -0,58%
Salvador: -0,69%
Goiânia: -0,77%
São Paulo: -0,89%
Porto Alegre: -1,53%

E a variação do preço da cerveja fora do domicílio em setembro:
Brasil: 0,27%
Campo Grande: 5,09%
Rio Branco: 2,54%
São Paulo: 1,89%
Goiânia: 1,33%
Grande Vitória: 0,31%
Rio de Janeiro: -0,19%
Fortaleza: -0,35%
Recife: -0,35%
Aracaju: -0,40%
Belém: -0,45%
Belo Horizonte: -0,51%
São Luís: -0,73%
Curitiba: -0,95%
Salvador: -0,99%
Porto Alegre: -1,87%
Brasília: -2,14%

Fonte: Guia da Cerveja – 25/10/2019

guia fornecedores