Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

A sul-africana SABMiller vai investir cerca de US$ 1,8 bilhão na operação da América do Sul nos próximos cinco anos e prevê que o mercado de cerveja cresça de 6% a 8% por ano na região neste período.

Segunda maior cervejaria do mundo, a empresa opera em quatro países na região - Colômbia, Peru, Equador e Panamá - e informou que 45% do investimento irão para expansão da capacidade de produção de cerveja. Esse número inclui os já anunciados US$ 175 milhões para construir uma nova cervejaria em Cali, terceira maior cidade da Colômbia, e US$ 102 milhões para ampliar cervejarias localizadas em Ate e Motupe, no Peru. O investimento será realizado devido a volumes de vendas acima do esperado e significativo potencial de crescimento na região, informou a empresa.

A SABMiller anunciou que o volume de vendas de cerveja subiu 12% nos quatro países no terceiro trimestre fiscal (outubro a dezembro) e 11% nos nove meses encerrados em dezembro de 2006, impulsionado por forte crescimento econômico nos quatro países. "Estamos bastante satisfeitos com o crescimento, mas definimos uma meta anual mais cautelosa de 6% a 8% nos próximos cinco anos, à medida que o crescimento econômico na área pode cair um pouco", observou o presidente-executivo da SABMiller na América do Sul, Barry Smith.

Dona das marcas Miller, Castle, Pilsner Urquell e Peroni, a empresa entrou na América do Sul em outubro de 2005 com a compra do grupo Bavaria, da Colômbia, por US$ 7,8 bilhões. No Brasil, onde a marca Miller é representada pela Companhia de Bebidas das Américas (AmBev), a SABMiller já manifestou o desejo de investir por meio de tentativa de compra da Kaiser, em disputa perdida para a canadense Molson em 1998, e no interesse na compra da brasileira Schincariol e na filial brasileira da cervejaria Cintra, de Portugal.

Fonte: Gazeta Mercantil - Indústria - Janeiro/2007

guia fornecedores