Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

coins 1523383 1280 e1612886102322

Inflação da cerveja fora do domicílio foi menor, sendo de 0,65% no primeiro mês de 2021

O ano de 2021 começou com inflação expressiva da cerveja. O preço do produto em domicílio apresentou alta nos preços de 1,23% em janeiro, de acordo com os dados divulgados nesta terça-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE).

A cerveja em domicílio acompanhou, assim, a tendência do seu segmento, o de alimentação e bebidas, também com inflação alta em janeiro de 2021, de 1,02%, ainda que tenha desacelerado em relação a dezembro, quando tinha sido de 1,74%.

Ainda assim, o segmento teve a maior variação e causou o maior impacto (0,22%) sobre o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) entre os grupos de produtos e serviços pesquisados pelo IBGE no primeiro mês do ano.

“Os alimentos para consumo no domicílio, que haviam subido 2,12% no mês anterior, variaram 1,06% em janeiro. As frutas subiram menos (2,67% contra 6,73% em dezembro) e as carnes caíram de preço (-0,08% contra alta anterior de 3,58%), assim como o leite longa vida (-1,35%) e o óleo de soja (-1,08%). Por outro lado, os preços da cebola (17,58%) e do tomate (4,89%), que haviam recuado no mês anterior, aumentaram”, destaca o gerente da pesquisa do IBGE, Pedro Kislanov.

Este ritmo foi bem mais acelerado do que o da inflação geral em janeiro, que ficou em 0,25%. Pode ser considerada uma redução relevante em relação a dezembro de 2020, quando o crescimento da taxa foi de 1,35%. Nos últimos 12 meses, o indicador acumula alta de 4,56%. Já em janeiro de 2020, a variação havia sido de 0,21%.

“Houve uma queda de 5,60% no item energia elétrica, que foi, individualmente, o maior impacto negativo no índice do mês (-0,26 p.p.). Após a vigência da bandeira tarifária vermelha patamar 2 em dezembro, passou a vigorar em janeiro a bandeira amarela. Assim, em vez do acréscimo de R$ 6,243 por cada 100 quilowatts-hora, o consumidor passou a pagar um adicional bem menor, de R$ 1,343”, explica Kislanov.

A cerveja fora do domicílio, por sua vez, teve inflação de 0,65% em janeiro. O IBGE também registrou que outras bebidas alcoólicas no domicílio tiveram inflação de 2,42% em janeiro. Já o mesmo item, mas fora do domicílio, apresentou deflação de 0,89% no mesmo período.

 

Fonte: Guia da Cerveja – 09/02/2021

guia fornecedores